jusbrasil.com.br
19 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Superior Tribunal Militar STM - APELAÇÃO: APL XXXXX-30.2021.7.00.0000

Superior Tribunal Militar
há 2 meses

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Publicação

Julgamento

Relator

JOSÉ BARROSO FILHO

Documentos anexos

Inteiro TeorSTM_APL_70005903020217000000_f6d36.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMENTA: APELAÇÃO. ART. 251 DO CPM. ESTELIONATO. AUTORIA E MATERIALIDADE INCONTESTES. TIPICIDADE FORMAL E MATERIAL. ILICITUDE E CULPABILIDADE. AUSÊNCIA DE QUAISQUER CAUSAS LEGAIS OU SUPRALEGAIS DE EXCLUSÃO DO CRIME. SENTENÇA CONDENATÓRIA. MANUTENÇÃO. APELO DESPROVIDO. DECISÃO POR MAIORIA.

I. Autoria e materialidade comprovadas diante de provas constantes dos autos que corroboram a Sentença condenatória. O Réu, em 2 (dois) momentos distintos, utilizou-se de comprovantes de residência falsos, a fim de induzir a Administração Militar em erro e de auferir vantagem indevida, consubstanciada na percepção de auxílio-transporte.
II. Além da tipicidade formal, o fato se reveste da tipicidade material, tendo em vista que a conduta do Réu provocou lesão ao bem jurídico tutelado pela norma.
III. O pleito pelo reconhecimento da bagatela imprópria foi rejeitado, embora o Réu tenha ressarcido o dano causado ao erário. O delito consumado em desfavor da administração pública não condiz com as premissas de irrelevância da infração praticada, ao revés, demonstra a necessária intervenção penal, com a consequente responsabilização do Réu pelos seus atos.
IV. A aplicação da atenuante prevista no art. 72, inciso III, alínea b, do CPM, embora deva ser reconhecida, pois o Réu ressarciu aos cofres públicos a importância devida ao erário, não pode ser objeto de reforma da dosimetria, já que a pena não pode ser reduzida aquém do mínimo legal, consoante o disposto no Enunciado nº 231 da Súmula do STJ ("A incidência da circunstância atenuante não pode conduzir à redução da pena abaixo do mínimo legal"), bem como no disposto no art. 73, in fine, do Código Penal Militar.
V. Trata-se de fato típico, ilícito e culpável, sem a presença de quaisquer causas legais ou supralegais de exclusão do crime, motivo pelo qual se impõe a manutenção da Sentença condenatória.
VI. Apelo desprovido. Decisão por maioria.
Disponível em: https://stm.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1534437554/apelacao-apl-70005903020217000000

Informações relacionadas

Superior Tribunal Militar
Notíciashá 7 anos

Oficiais do Exército são condenados por desvio de dinheiro público em fraude de licitação

Superior Tribunal Militar
Jurisprudênciahá 12 anos

Superior Tribunal Militar STM - APELAÇÃO (FO): AP(FO) XXXXX-87.2005.7.03.0103 RS XXXXX-87.2005.7.03.0103

Superior Tribunal Militar
Jurisprudênciahá 3 anos

Superior Tribunal Militar STM - Petição: PET XXXXX-51.2019.7.00.0000

Superior Tribunal Militar
Jurisprudênciaano passado

Superior Tribunal Militar STM - Revisão Criminal: RVCR XXXXX-86.2020.7.00.0000

Superior Tribunal Militar
Jurisprudênciahá 11 anos

Superior Tribunal Militar STM - APELAÇÃO (FO): AP(FO) XXXXX-64.2007.7.07.0007 PE XXXXX-64.2007.7.07.0007